The Reluctant Saint (El hombre que no quería ser santo) 1962 ESP PT

The Reluctant Saint (El hombre que no quería ser santo) 1962 ESP PT


O SANTO RELUTANTE
– 1962 –
Legendas By Sphinx777 A história que verá é verdadeira
em sua essência Cupertino, Itália 1623 Adeus… Não mexam aqui, han? Está quente! Giuseppe! Giuseppe, apanhe isso! Giuseppe! Porque deixa que façam isso com você? Sei que nao se importa… tudo é brincadeira para você! A escola é brincadeira, a vida é brincadeira… Já tens 20 anos, és um homem!
Deve se ocupar de coisas sérias Pelo amor de Deus, o que será de você? Giuseppe, és uma cruz
que já não suporto mais! Quero falar com seu pai. – Não!
– Sei que está trabalhando. Então vamos
abençoar seu negócio. Saiam! Saiam! Deus, me carregue! Me leve a Teu lado! Tantos homens nessa casa e tenho de fazer
tudo por aqui! Deus, meu! Culpa minha,
Achei que tinha consertado a porta. Mas tenho mais coisas a fazer. Pegue isso. Fará melhor. Ou encontre outro que faça. Mamãe… Prenda o bode. E depois prenda Nino… Depois limpe a casa, O que é isso? Diploma Diplomado em abril… Você? O burro da aula? Quem te deu isso? Han… sei… Onde ele está? Tenho um diploma especial para ele… Diplomá-lo lá de cima do telhado! Giuseppe, Giuseppe Você acha que a escola é esse
pedaço de papel? Não vê que fere meu coração, vê-lo um homem crescido entre garotinhos na escola! ao menos sabia onde estava… um lugar onde as Irmãs
podiam velar por você Agora… Agora, que vais fazer? O que fará na sua vida? Posso trabalhar… como carpinteiro, como papai… Carpinteiro… Não pregava um prego por três meses… Se se tornasse um carpinteiro ou sapateiro… ou ferreiro, me faria a mãe
mais feliz do mundo! Mas não consegue, Giuseppe. Mas não pode, não entende? Lá está teu destino, meu filho, trabalhar como burro até
o fim de teus dias! Espere o pior e não terás decepções. Agora, vá… cuidar de Nino. Nino! Nino… Veja! Diploma Não mais escolas… Vamos trabalhar! 50 centavos o dia.
E está cantando? Han? Pagam uma miséria e está
cantando? Veja! Veja! Ouça… O sol afetou tua cabeça… Idiota!
Estúpido, imbecil! Veja o que fez!
Minhas vinhas… Vou te matar! Giuseppe! O chefe de polícia veio finalmente. Vou pagar minhas dívidas… Barão Marco… O Barão? Aqui? Na nossa casa…
está doido? Destruí suas vinhas. Giuseppe! Giuseppe! Está aí, meu filho? Lembrei de algo… Tenho de falar com alguém. Giuseppe! Giuseppe!
Estávamos esperando por você. O que andou
fazendo? Oh, não de novo!
Não agora! O Barão Marco está aqui? Barão Marco…
por essas bandas miseráveis… Vamos logo para dentro… Não te reconheceria, como? Como poderia… A última vez que te vi,
segurei em meus braços. Seu tio Giovanni… Seu tio, Frade Giovanni Te quer para cuidar do
jardim do convento de Martina… Padre Raspi, meu
sobrinho Giuseppe Ele estava ao serviço de Deus. Sentem-se, sentem-se! Vinho! Vá servi-los… vá servi-los. Ouviu? Vá servi-los! Vamos! Bebam… sintam-se em casa. Já chega, obrigado! Ah, por favor, por favor,
por favor, Padre Raspi… Ele está tão nervoso… Estamos honrados em
ter pessoas como vocês debaixo desse teto… Meu único irmão
é príncipe da Igreja Obrigada por ouvir
minhas preces Francesca! Por favor, sou
apenas um doutor da ordem… deixe aos Bispos, aos
clérigos o cargo! Não seja tão modesto Vai ser o Irmão Giuseppe… Ele é trabalhador e inteligente… Todos poderão lhes contar… Meu filho é o mais
inteligente da classe Diplomado antes
dos outros Querem ver o diploma? Não, Francesca,
acredito em você! Não estou certo se ele é capaz
de ter uma vida monástica… Como pode dizer isto? Falem com ele, me dêem uma chance… Talvez minha irmã esteja certa.
É uma questão séria e não
deve ser desperdiçada. Giuseppe! Giuseppe! Giuseppe! Venha aqui! Venha aqui! Sente-se, meu filho Já pensou na vida religiosa? ser padre… Temos de considerar, Francesca… algo como trabalhador na Ordem… poderá ser usado como
carpinteiro, pedreiro ou jardineiro… um trabalhador ao
serviço do Cristo… estou certo que há um
cargo para ele em Martina… Concorda? Deixo a esse jovem
decidir por si mesmo… Idiota! O que você quer? Viver no campo o dia todo? Comer às vezes e nunca trazer
dinheiro para casa? É isso o que quer? Perder emprego como o inútil de teu pai? Ser chamado de “boca aberta”
e ser um idiota? Esses homens de Deus estão
lhe dando uma chance de vida… que não quer.
Porque, em nome de Deus? Não posso fazer todas essas coisas…
Ser jardineiro, carpinteiro… Ao menos tente! Não, não posso…
não posso… Senhora, talvez ele conheça suas limitações… ter uma vida monástica é muito difícil… A disciplina é muito dura. Padre… Francesca, ele já tomou sua decisão. Mãe… mãe… Giuseppe, Giuseppe…
meu filho O que foi, mãe? esses ataques… Não queria te preocupar com minha saúde. Não viverei muito, filho… Oh, Giuseppe, Giuseppe…
o que será de você depois? quem vai cuidar de você… Não se preocupe
comigo… Te peço…
vá para o monastério e tenha uma vida santa… dedicada ao Senhor tendo Deus
te vigiando… velando-o contra a
miséria do mundo… Prometa-me, Giuseppe! Prometo, prometo
qualquer coisa! Francesca! Talvez
deva descansar um pouco… Descansar? Vamos beber para
celebrar o melhor dia de minha vida! Sua irmã é uma mulher
astuta, Padre… Se fosse homem
seria um Bispo! Seria o Papa! “E antes da altivez, a queda!” Não vai a um banquete, irá pedir esmolas… – Padre Raspi te espera, sua Eminência! Onde ele está? Logo atrás da ponte! Caridade e amor são virtudes
capitais, Irmão Giuseppe… a minha preferida é a pontualidade… Bem, meu Irmãos, o tempo
urge… como eu falei-lhes hoje… vocês iniciam sua nova
experiência espiritual irão à aldeia, mendigar… Vejo que têm
algumas dúvidas… todos vêm de boas famílias… isso é natural. É lícito pedir, hun? É ético,
bom para a alma… Bem, o grande São Francisco
nos deu respostas. Sim? De fato, é lícito, ético e bom pedir esmolas ao monastério. para alcançar a humildade… antídoto para o veneno da vaidade. veneno da vaidade. Encham as cestas, Irmãos.
e vão com Deus… Ah, mais uma coisa… lembrem-se que teremos nosso horto… chega de legumes! Deus te abençoe,
meu amigo… Esmola de São Francisco,
esmola de São Francisco… Esmola de São Francisco? Olhem, vejam o que encontrei… Hei… Larga isso… Isso pertence ao monastério… Hei… deixem isso… Já chega, vamos embora… Ei, rapazes… como estou?
Como estou? Tarefa cumprida, meus irmãos…
bem feita. É bom vê-los cumprindo
a caridade cristã… – Padre Raspi, conhecemos…
– A real humildade… Agradeçemos ao Senhor por isso… Entreguem ao Padre Leo… Quem está aí? Quem é você?
O que está fazendo…? Sua batina… suas sandálias… o burro! O que aconteceu? Ah, Mãe de Misericórdia! Te digo que ele
desmoraliza todo o monastério! – Tem de voltar de onde veio!
– Imploro um pouco mais de paciência! – O que podia fazer Irmão Giuseppe? Há ruas em Lecce que nem o Diabo iria. Graças a Deus voltou vivo. Esse trabalho é feito há 3 séculos, Padre… e sempre são bem-vindos
e respeitados! – Porque não Giuseppe?
– Porque é um trapalhão. – Não tem explicação. – Onde está?
-O que? -Vendeu o burro, não foi?
– Não, não fiz! – Não minta!
Vendeu-o em Lecce! – O que fez com o dinheiro?
– Eu não sei o que aconteceu com o burro! – Disse isso na confissão?
– Sim! – Essa manhã!
– Quem fez? Padre Raspi?
– Não! Ele nunca vai te perdoar! Estúpido, isso que é! Todos dizem, todos os frades… eu quebrei aqui,
mas você quebrou a cabeça! Não tens vocação! Te deixam trabalhar onde quer, na cozinha, no jardim… Aqui, tão lindo… e eu? e eu tendo de limpar o estábulo todo o dia… Adoraria cuidar do estábulo,
é um lugar maravilhoso… Como você é estúpido!
Se não fosse teu tio eu estaria aí… e tu estarias nos estábulos com os burros,
de onde pertences… Veja! É ninho de uma andorinha… É melhor largar isso,
esta estátua tem 200 anos! – Veja!
– Estúpido! -Solte-a! Não! É filhote! Não sabe voar!
Acho que a Madona não vá se importar! Giuseppe! Venha aqui imediatamente! Entre! – Para você, Padre Prior… Agradecido. Entre, Giuseppe! Essa carta recém chegou…
é de sua mãe… Ela precisa de você. Seu pai morreu noite passada. Se foi sem avisar… Com todas suas falhas, era um bom homem… Vou te dizer uma
coisa, Giuseppe… ele te amava mais do que a mim! Pode acreditar? minha vida
será mais fácil agora. seu pai era um homem
maravilhoso de se amar… mas não de conviver. Chega um momento em que viver é mais importante
que amar! quando vivia não conseguia dormir perguntando-me onde estava… Agora eu sei! Agora sei onde anda! Está feliz em Martina? Sim! Como está lindo na
sua batina marrom! Você abriu-lhe os olhos no funeral! Aprenderam suas lições hoje… – Quem? toda a cidade… por anos diziam que ia te tornar
um vagabundo bêbado como teu pai! Mas hoje você mostrou-lhes. se apenas meu irmão estivesse ali… O Padre Prior! Tenho uma carta para você do tio Giovanni! Não! Não! Ele não pode! Isso? Não pode fazer
isso comigo! Dizem que não te querem de volta
porque você é um idiota! Que é um burro, causou,
encrencas desde chegou! o que fez desta vez? Me diga! Responda! Quebrei uma estátua. Te tratam como cachorro por uma estatueta? Não, uma maior, maior
que você… Antiga, com 200 anos… 200 anos? Uma porcaria sem valor! Por isso? Destroem uma vida? Vou vê-los sobre isso. Vão ver só, vamos! Huh… vamos! Me larga! Diga ao Padre Prior
que sua irmã está aqui! Proibido mulheres! Mãe, interromper é
sacrilégio! Vamos! Giovanni! Giovanni! Ah, aqui ele está! Shhh! Está na presença do Santíssimo Sacramento! – Falaremos lá forai! – Não, aqui mesmo! – Giuseppe! Quem conhece o coração
de uma mãe melhor que Deus? Giuseppe, venha aqui! Meu filho, seu sobrinho…
carne de sua carne! O que fez a ele? – Francesca! – Que pecado cometeu? Assassinato? Blasfêmia? Adultério? Por que o expulsou? Francesca, eu não… Quem pensa que és? O Papa? Tu… tu… Meu filho quebou uma estátua… E o que fez, Goivanni? Te lembra do salão de Juan Carlos quando fez 18 anos? Quebrastes todos os vasos? as garrafas e cadeiras do lugar! Queres que continue, Padre Prior? Te lembra de toda essa gente pobre Fora! Chega! E Giuseppe? Fica? Conversamos no escritório. Te ajoelha e reze com teus irmãos. Corcunda! Tudo era arrumado
quando estava no cargo! Está muito bem… Acha? Como um jardineiro profissional! É? O que acha das minhas costas? Nem se nota! Como está indo na cozinha? Veja você mesmo! Sem calos nem unhas sujas! e a melhor comida! Estou tão feliz por você! Está com inveja porque peguei teu trabalho… Não, está errado! Sou feliz aqui! Tenho meu lar, minha família… Lar? O chiqueiro? Está encrencado de novo. Sabes quem vem amanhã? Não! O Vigário Geral da Ordem Franciscana. O Bispo Durso em pessoa
vai fazer a inspeção anual. Verdade? Sabe o que isso significa? Ou o estábulo está limpo ou te expulsam… E dessa vez não adianta correr para
baixo da saia da mamãe… Estou muito ocupado. Vou tentar trabalhar até à noite… Tarde demais. É impossível. Impossível! As baias estão sujas. Não há comida para as cabras e os burros. Vamos, me deixe em paz! Não quero que me expulsem de novo. Tenho de trabalhar! O que é isto no chão? Tem lugar para os arreios… Devem estar pendurados
nas paredes… Corcunda! Sai daqui! Fora! Sai daqui! Sai daqui! Me perdoe! Não deveria ter feito isso… As melhores vinhas da Itália… Não se esqueçam de mim no Natal… Esta será nossa melhor colheita. Os frades da Sicília colheram as melhores azeitonas. Deixe-me mostrar nossos limoeiros. Estamos perto dos estábulos? Sua Excelência não viu os morangos na horta… Mais tarde… mais tarde… A prensa de vinho? Levem-me aos estábulos! – Aqui! Não muito organizado, devo admitir. Quem cuida? O irmão Giuseppe, meu sobrinho. O que é isso? Um porco, sua Excelência. Sim, imaginei. Trabalhando muito, pelo que vejo. Permita-me, sua Excelência. Levanta! Levanta! Como explica isso, Giuseppe? Então? Não… Me mostre! Chegaram tarde ontem… sua Excelência… Quase perdemos a mãe, doente toda a semana… Se tens 100 ovelhas e te dás conta
que perdeu uma… por acaso não deixas as outras 99 no deserto… e não busca a perdida até achá-la? São Lucas. -São Lucas? – Sim! Este é o tipo de jovem que
precisamos em nossa Ordem. Um verdadeiro filho
de São Francisco. Bom trabalho, meu filho. Que seja uma lição para todos. Tudo tem sua prioridade. E vejo que o irmão Giuseppe está
muito ocupado aqui. Ajudem ele a limpar o estábulo. Adoro o cheiro do esterco. Quando era menino Éramos muito pobres pois tínhamos
uma pequena granja… Haviam dois burros, uma vaca e um pequeno cavalo. Se aceitamos os mandatos
tradicionais e bíblicos do decálogo da supremacia do Pai, então devemos perguntar acaso a glorificação do Filho do Pai prova a iniquidade em nossa consideração da Santíssima Trindade? E também devemos perguntar acaso a supererrogação do Espírito Santo esconde as respostas a estas aparentes
paradoxos da Santíssima Trindade? Consultemos ao Bispo de Hipona
o mesmíssimo Santo Agostinho que diz “Não creio que o Espírito Santo é
superior aos… porque Ele glorifica ao Filho a quem o
Pai glorifica seja glorificado nem pelo Pai nem
pelo Filho Lindo! Muito lindo, Giuseppe! Só se se canta essa canção na Calábria Não te preocupe! Muito lindo escutá-la. Posso sentar? Sim, vou trazer um banco… Não, não, não… sem cerimônias. Aqui tem… obrigado. Senta. Me dê uma castanha. Estão quentes, sua Excelência. Como estão teus cordeiros? Dormindo. Dei-lhes nome. Um se chama Jerônimo e o outro Bartolomeu. Linda noite. Veja essas estrelas… Já notou Que quanto mais se olha, mais elas aparecem? É… me pergunta porquê. O irmão Orlando com certeza teria uma explicação… Ah, é… o irmão Orlando sabe de tudo. Acabei de vê-lo tentar explicar a Trindade… Agora é mais misteriosa que nunca. Sempre me intrigou a Trindade Giuseppe, nunca a entendi… sempre a aceitei com fé. E você? Te preocupa? Não. Há 3 pessoas em um só Deus. o Pai, o Filho e o Espírito Santo, três em um Sim, mas essa é a explicação para as crianças… mas para um Bispo de quem se espera
que saiba Teologia Veja, sou um camponês como tu, Giuseppe um homem prático. entendo apenas o que sinto, mas não o que dizem Veja… Veja, uma manta E uma, duas, três dobras Três dobras em uma manta Três pessoas em um só Deus, como a Trindade Brilhante, Giuseppe! Simplesmente brilhante. Senta. Vamos continuar conversando. Tem frio? Não, obrigado. Sabe, me parece que quanto mais se estuda, menos se sabe porque quando era jovem como tu tudo me parecia tão claro e simples Mas agora, as coisas que
entendes em teu coração são tão difíceis de explicar a Trindade, o livre-arbítrio, a Eternidade Talvez possa me ajudar Eu? Tu, provavelmente melhor que ninguém te importa se eu ficar? Não, não… Bem, então vamos comer
mais castanhas e conversar e numa noite quando
meus pais dormiam peguei a fita métrica
de meu pai e pus o burro bem no meio de dois montes de feno E o burro quase morreu de fome? Não, Nino comeu ambos os montes… Céus, será melhor voltar ao quarto. antes que padre Raspi venha me buscar Bem, Giuseppe… não sei de você mas para mim foi uma noite
muito boa Para mim também Temo que falei demais Parecíamos monges da cozinha… Agora me sinto melhor Alguma vez pensou
no sacerdócio, Giuseppe? Não. É demais prá mim…
apenas sei ler e escrever. Ler e escrever qualquer tonto pode fazer… Só poucos recebem
o chamado do Senhor É Deus quem os elege Pensa nisso. Ah, obrigado pelas castanhas. Muito obrigado Estou seguro que o Ministro Geral de Roma ficará muito satisfeito
com meus informes sobre Martina Deus o abençoe, sua Excelência Irmão Orlando Sim, sua Excelência? Parabéns pela sua brilhante análise
sobre a Trindade, ontem Grato, sua Excelência Com sua permissão gostaria de enviar-lhe uma nova tese
que estou escrevendo uma interpretação das heresias Claro, claro… E agora, irmão Orlando,
quero pedir-lhe um favor Será uma honra, sua Excelência.
– Conhece o irmão Giuseppe? O rapaz dos estábulos. É um rapaz brilhante. O que deseja que faça? Que seja seu tutor.
– Ser seu tutor. Para quê?
– O sacerdócio. Mas, sua Excelência, não creio que… Guarde sua opinião.
Só façam o que digo. Giuseppe merece uma oportunidade. Assegure-se que a receba. E encarrego a responsabilidade ao Padre Raspi. Adeus, meus irmãos. Recite o capítulo 14,
Primeira Carta aos Coríntios Se tens 100 ovelhas… e percebes que perdeu uma… – Não! Pensa outra vez, disse Coríntios! as Escrituras não são apenas o
Evangelho de Lucas É que gosto de São Lucas… Mas não se trata deste! Deves conhecer toda a Bíblia! Agora, capítulo 14
da Primeira Carta aos Coríntios São João, capítulo 5, versículo 14 Se tens 100 ovelhas
e percebes que perdeu uma acaso não deixas as outras 99 no campo?
– Não! Não, não! Outra vez Lucas! Não escuta? Disse João, João, João! Claro que não!
É um idiota sem remédio! Você é uma perda de tempo Fiz todo humanamente possível Até abandonei meus estudos Eu também tenho de
passar nos exames, Giuseppe! Não é fácil, verdade, Giuseppe? Pobre irmão Orlando Novo Testamento?
O que é tão difícil? Não é que seja difícil, é… que esqueço o que ouço… Sabe, irmão Giuseppe este é apenas um exame
para o subdiaconato. se superar esse obstáculo, depois de
um ano de intensos estudos fará outro exame para o sacerdócio. É um caminho longo e difícil. Mas se tiver de ser reprovado, que o seja
como um homem. O Bispo Durso disse
que vai ser um sacerdote. E devemos respeitar sua intuição. não temo ser reprovado Não quero ir embora queria ficar com os animais, nos estábulos sempre haverá um lugar aqui prá ti, Giuseppe! Mesmo se reprovado?
– Mesmo reprovado. Giuseppe? Giuseppe? O Bispo Nicola está pronto para começar. os exames para o subdiaconato. Chamaremos por ordem alfabética Irmão Victorio Archangelo Irmão Giuseppe Desa Giuseppe, vou rezar por ti. Não desperdiça uma oração por mim,
reza por ti. Irmão Giuseppe O conhecimento dos 4 Evangelhos é
o fundamento de nossa fé Os candidatos ao subdiaconato devem conhecê-los em profundidade Recite, por favor o capítulo 15 de São Lucas São Lucas? – São Lucas. O capítulo 15? Não sabe, irmão Giuseppe? Sei sim! Recite-o, por favor. Se acercaram muitos cobradores de impostos… e outras pessoas consideradas de má vida… ao ver isto, os fariseus e os escribas
murmuravam, dizendo… este recebe pecadores e come com eles… e ele lhes propôs esta parábola, dizendo… Que homem, dentre vós,
que tendo 100 ovelhas e perdendo uma delas
não deixa no deserto as 99 e… e não vai atrás da perdida até
que venha encontrá-la? E, achando-a, põe sobre os ombros.
E chegando à casa… convoca os amigos e vizinhos,
dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo… porque já achei minha ovelha perdida! Digo-vos que assim haverá alegria no céu
por um pecador que se arrepende, mais do que por 90 justos que
não necessitam de arrependimento. Hum… xerez? – Sim Sabia que gostaria se pusesse um pouco mais… Mas não digam ao irmão cozinheiro! Estão satisfeitos com meu trabalho na cozinha?
-Sim, sim! Pode continuar lá! Humildade é uma virtude, Giuseppe!
Há coisas piores que o fracasso. Bem-vindo à casa, meu filho. Não fracassei. Tu? Passou? Eu me reprovaria. Eu fui reprovado. Direito Canônico. Aquino. Epistemologia e Ética. E o mais difícil… Ao menos para mim. E isto, o mais importante. A Liturgia da Missa Tens o ano todo para te preparar. Com os melhores instrutores da Ordem. Vou perder os estábulos? O Corcunda vai cuidá-los. Tio Giovanni? Posso desistir dos estudos? -Não! Trabalharei muito.
-Não, Giuseppe! Quero desistir.
– A obediência, Giuseppe, é a primeira regra! Reze, Giuseppe! Pede ajuda ao Senhor! Não te invejo, irmão Giuseppe. Tampouco te compreender. Mas te desejo o melhor. “O escarnecedor busca sabedoria
e não a encontra.” Provérbios 14
-Verdade! Porém “O temor ao Senhor
é instrução de sabedoria. e antes da Glória está a Humildade” Provérbios 15 Você! Está vindo se vangloriar Poderia ter esperado ao menos
ter recolhido minhas coisas! Sinto muito. – Sente? Está feliz! Feliz por me mandar de novo
aos estábulos! Se você se torna sacerdote
eu deveria ser bispo! inclusive Papa! Não sou sacerdote ainda. Nem nunca será! Posso apoiar meus livros? Meus braços estão cansados. Não me importa o que faças
com esses livros estúpidos! Minha Madona! Você a roubou! Pega-a, prá mim de nada serviu! Tanta prece e para quê! De volta aos estábulos! Ela é linda! Não, Corcunda! Não! Seu lugar é nos estábulos! Não, não! Vou falar algo sobre o irmão Giuseppe… Ele se esforça. -Estudou muito. Mas tudo o que aprendeu, nada
sobre Direito Canônico! Ou Latim! Não nos precipitemos! Recordem o que houve em Brindisi! Em Brindisi era elemental. Em Nápoles competirá com
os melhores estudantes da Itália! Estamos pedindo um milagre. Não deveríamos rezar por ele? Escutaram? Estão sabendo? O que? O examinador! Sabe quem é? Não é o bispo? O arcebispo! O arcebispo de Nápoles? O novo! Dizem que é muito sério e severo! Irmão Giuseppe! Sabia que chegaria esse dia! Sua Excelência! Como estão os cordeirinhos? Já são ovelhas, sua Excelência! Oh, sim… claro! Tanto tempo já se passou? E os estudos? Estão difíceis? Mais que tudo, sinto falta dos estábulos! É lá que pertenço. Não deveria estar aqui. Deixe eu julgar isso
isso, Giuseppe. Há muitas ovelhas desgarradas
que deves cuidar! Já examinei esse jovem. Aprovado! Só não estou seguro do resto. Mãe! Pelo amor de Deus, te expulsaram de novo? Sai daqui! Mãe, espere! Você é um vagabundo!
-Sou um sacerdote! Você? Sacerdote? Sim, veja! Sou o Padre Giuseppe! Giuseppe… meu filho! Meu filho… o Padre Giuseppe! Verdade? Ele está aqui? Está dormindo. O Padre Giuseppe fez uma longa viagem. desde Nápoles. Trouxe minha cabra para que
ele benza! Minha vaca não dá leite! Paciência, paciência! Meu filho vai cuidar de todos! Não se esquecerá de sua gente! Quando poderemos vê-lo? Mãe! Acordou! Já vou, padre! Que houve, filho meu? Mãe, a batina! Sim, filho querido! Está aqui, Padre… sua batina. Tens visita. De noite dormiu na minha cama. Imaginem, um sacerdote em minha cama. Teu um filho sacerdote
é uma bênção! Meu filho sempre foi especial,
desde que nasceu. Talvez os outros não pudessem ver. Mas eu soube desde o princípio. Bom dia! Bom dia, Padre! Bom dia, meu filho! Tens visita. Não, não Tens de sair Um dia, São Francisco meditava
sobre sua própria morte um estado de desordem Milagre! Vi com meus próprios olhos! Que? -É o Padre Giuseppe! Está nos estábulos, eu vi! Vi! Todos estamos felizes pela
ordenação do Padre Giuseppe. Mas sem histeria. Mas ele está no ar! – E tu também. Deixe de falar asneiras e fale com coerência. Tento, Padre Raspi mas está levitando! Voando pelo estábulo! Está doido ou bêbado? Digo o que vi. Está voando… como um anjo! Claro… um anjo. Tirem-no daqui e o acalme! Oh, não! Não estou louco! Não estou bêbado,
estou falando a verdade! Juro por Deus! Oh, Padre Giuseppe! Padre Giuseppe! Ajude-me, Padre, ajude-me! Tenha piedade deste corcunda! Por favor, Padre, por favor! O que houve? Que posso fazer por ti? Termine, por favor, com esta maldição
que carrego nas costas! Por favor, Padre, por favor! Corcunda, não posso! Sou apenas um sacerdote! Não, és um santo! Pode voar! Pode fazer qualquer coisa! Tire-o daqui! Não, não! Padre Giuseppe é um santo! Um santo! É um santo! Um santo! O que houve com ele? Voando pelos estábulos… como um anjo… Oh, não… não… como um burro! Bem-vindo ao lar, Giuseppe! O arcebispo Durso nos enviou
tuas Ordens Sagradas. Tens muita sorte de contar com
um protetor como o arcebispo. Amanhã de manhã vais rezar
tua primeira missa aqui em Martina! Todos nos reuniremos para
compartilhar tua alegria! Sinto muito Não terás problemas. Venha, Padre. Chegou na hora certa para jantar. Ah, Giuseppe! Parabéns, Giuseppe! Não está nervoso? Para se esquecer de algo. Obrigado. Sabe, te invejo! Ano que vem estará aqui, em meu lugar. E eu serei teu coroinha. Oxalá seja assim! Não está confortável. Claro, está invertido. Vamos aligeirar ou chegaremos tarde. Abram os portões! Abram os portões! Proibido mulheres! Sigam-me! Não se permitem mulheres! Padre Giuseppe! Padre Giuseppe! Chega! Silêncio! Voltem para suas casas! Isso é um mosteiro! Que querem do Padre Giuseppe? Queremos que nos cure! Pode voar! Sim, pode voar! Eu vi! Não acreditem nas histórias desse imbecil! Não pode voar,
tanto quanto eu posso ou vocês. Voltem às suas casas e
comportem-se como verdadeiros cristãos. Se quiserem milagres rezem por eles, em sua própria igreja. Aqui não há magos ou monges voadores. E tu, voltes aos estábulos onde pertences. Mas pode voar, eu vi! Mentiroso! Regressem às suas casas! Padre Giuseppe está voando! Estava levitando! Levitou! Seus pés estavam a dois metros do solo! Estava voando! Quando ergui os olhos, Padre Giuseppe estava diria que a um metro do solo. Obrigado, irmão Tomás. Irmão Leo. Eu vi extamente o mesmo. Só que na minha opinião
se elevou muito mais ao menos um metro e meio. Obrigado, irmão Leo. Irmão Alfredo. Levitou exatamente 50cm, nem mais nem menos. Porque quando escutei que
o Vigário Geral viria de Nápoles para investigar tomei o trabalho de medir. Obrigado Irmão Alfredo. Irmão Orlando Ajudava na missa do Padre Giuseppe Estava bem atrás dele Não se pode negar o que vi Voou até o topo do altar Ao menos quatro metros e meio Obrigado Irmão Orlando. Irmão Carlo – Obrigado, Padre Creio que ouvimos suficiente
os irmãos… Estou seguro que aqui… Padre Giuseppe ascendeu ao Paraíso! Irmãos, não é uma brincadeira De fato, é mais sério que pensava Por isso o chamamos, sua Excelência. Antes de molestar o Santo Padre
com nossos problemas paroquiais sugiro que tentemos nós solucionar Exato. Padre Giuseppe Padre Giuseppe! Giuseppe! Giuseppe! Giuseppe! Padre Giuseppe, como era sua saúde
quando criança? Minha saúde? Vivia doente? Sim. Houve muitos casos de malária
aqui em Calábria e Apulia Padeceu da enfermidade? Sim. Metade de Cupertino ficou Então conhece a gravidade da enfermidade Dizem que em pequeno
afeta o raciocínio. Certo? Sim. Um garoto de minha classe,
Franco, teve malária mas morreu. Mas a você não afetou Não. Pedimos os registros da Paróquia de Cupertino. você não era bom estudante, não? Não. Sem intenção de crueldade, Padre Giuseppe… indicam que era péssimo estudante! Ao que se deviam suas limitações? Sente, às vezes, que sua mente desvaria? Sim! E isso o preocupa? Alguma vez procurou um médico? Não. Pense melhor, Padre Giuseppe. Recorda ter sofrido alguma lesão grave? Alguma vez caiu e se feriu? Oh, sim! Alguma vez caiu de cabeça?
-Oh, sim! Sim! Muitas vezes! A herança às vezes afeta nosso
caráter, Padre Giuseppe Sua mãe vivia doente a tal ponto enferma que
afetasse o juízo? Minha mãe nunca esteve doente
um só dia de sua vida. É forte de corpo e alma. E seu pai? Foi um bom homem. Diria que ele bebia em excesso? Poderia ser possível que a bebida
afetasse sua mente? Ele foi um homem maravilhoso. Ele quis saber coisas até o fim compreender ele estudou poesia música entendia os cães Desde quando tem esse estranho poder? Um ano prá cá. Isso o assusta? -Não! Mas, crê que a Santa Mãe é responsável pelas levitações? Sim. Algo mais pode fazê-lo levitar? Algo? Coisas sagradas. Sim, coisas sagradas. Que coisas sagradas? A Santa Missa. Oh, sim, sim… sabemos disso. Que mais? Pode exercer este poder à vontade? Há tantos homens santos aqui. Que deveria poder voar até Roma! Poderia levitar até lá se pedíssemos? Tente! Grato, Padre Giuseppe. Estou certo que esse fenômeno é algo temporal e que passará Pois, assim seja. não cabe dúvida que se trata de
um caso de intervenção divina. Não! Sinto, mas estou de desacordo com
meus distintos irmãos Não pretendo ser
desobediente, sua Excelência Nem malicioso me fazendo falar. Meus profundos sentimentos dizem
que esse homem os enganou Padre Raspi, essa é uma acusação muito grave. e não a desfaço, sua Excelência Este homem pretende zombar do clero. 50 centímetros… Um metro. Um metro e meio. Dois metros. Até 5 metros! Claramente, estão enganados! Ou talvez todos! Por que os testemunhos são tão diferentes? Porque há tanta diferença? Apenas diferenças da altura que alcançou. Contudo não há dúvidas que ele voou. Ah, eles viram? Ou por acaso imaginaram
ver levitar o Padre Giuseppe? Que queres dizer? Este homem enfeitiçou a todos, todos! Não, não! Ele não nos enfeitiçou! Estava de costas! Repito, estavam enfeitiçados! É o mesmo truque da corda indiana. Centenas, milhares já viram um homem
suspenso em pleno ar! Um truque! É a arte do faquir. O gênio do Demônio! Inclusive sua ordenação foi uma farsa! E não a obteve pela graça de Deus! e sim pela intervenção do Demônio! Padre Raspi! Creio que o mesmo Lúcifer tenta
nos enfeitiçar por meio desse homem! O que sugere? Possessão. Oh, não… não… Possessão diabólica. Padre Giuseppe possuído pelo Demônio? Não pode falar sério! Possessão é um assunto sério
sua Excelência Não a tomo por tolice. Compreendo que desejam
manter isso em privado Mas acho que estas bruxarias não é assunto paroquial Deveria ser levado
ao Conselho Inquisitorial em Roma. Mas e o escândalo? Deve haver outro modo! Seguramente tem uma solução. A posição da Igreja sobre esse tipo de
possessão é muito clara Exorcismo. Padre Raspi, não somos inquisitores Veja-o. Crê que o Demônio se esconde
nesse humilde homem? Houve uma vez um Lúcifer nos Céus… Vamos continuar com isto, sua Excelência? O exorcismo ou Roma. Antes de proceder,
devemos obter sua autorização. Padre Giuseppe! Com sua permissão, sua Excelência. Vamos obter sua autorização mais tarde,
quando sair do seu transe. Muito bem, Padre Raspi. Expulse o Demônio de seu corpo. e esclareça esse assunto uma vez
por todas. Da ira… – Nos liberte, Senhor! Da morte súbita e inesperada…
-Nos liberte Senhor! Das armadilhas do Demônio…|N-Nos liberte Senhor! Da fúria, do ódio e todas as más intenções…
-Nos liberte Senhor! Dos raios e tempestades
-Nos liberte Senhor! Da morte eterna
-Nos liberte Senhor! No mistério de tua Sagrada Encarnação
-Nos liberte Senhor! Na nossa hora chegada
-Nos liberte Senhor! Por meio de Teu nascimento
-Nos liberte Senhor! Por meio de teu Batismo e Jejum, pela tua Paixão na Cruz…
-Nos liberta Senhor! Por meio de tua morte e sepultura
-Nos liberta Senhor! Por meio de tua sagrada Ressurreição
-Nos liberta Senhor! Por meio de tua Ascenção aos Céus
-Nos liberta Senhor! Por meio da chegada do Espírito Santo
-Nos liberta Senhor! No dia do Juízo Final
-Nos liberta Senhor! De joelhos no chão Padre, as correntes Se é o Demônio que te dá asas as correntes evitarão que voe Padre Giuseppe, o que estão fazendo
com você? É para meu próprio bem, irmão Padre Raspi está tentando expulsar o Demônio O Diabo em você? Você é salvo, é salvo! Blasfêmia, tire-o daquil! Oh, não! Momento! A Madona do Padre Giuseppe! Tire-o daqui! Desde este momento, estás livre. Não está possuído pelo Demônio. Agora deixemos Padre Giuseppe em sua penitência. Padre Raspi! As correntes… Não, Padre Leo… elas ficam até amanhã Padre Raspi! Giuseppe Desa de Cupertino foi proclamado um santo
pelo Papa Clemente XIII em 16 de Julho de 1767 Tradução e Legenda por Sphinx777 (BR)

3 Replies to “The Reluctant Saint (El hombre que no quería ser santo) 1962 ESP PT”

  1. I Corintios 1:27
    [27]Al contrario, Dios eligió lo que el mundo tiene por necio, para confundir a los sabios; lo que el mundo tiene por débil, para confundir a los fuertes;

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *